4 LOJAS EM RIBEIRÃO, 1 EM SERTÃOZINHO E 1 EM BONFIM PAULISTA!

Terça-feira, 21 de Novembro de 2017

Bem-vindo(a) ao Cenourão! Faça seu login ou crie sua conta.

Engordar 5 quilos aumenta risco de várias doenças

Estudo de Harvard mostra que ficar um pouco acima do peso ideal pode aumentar o risco de desenvolver diabetes tipo 2, hipertensão e doenças cardiovasculares

19/07/2017

 

De acordo com uma nova pesquisa, publicada no periódico científico Journal of the American Medical Association, mesmo de forma gradual e modesta, jovens adultos estão engordando mais e, consequentemente, elevando o risco de desenvolver doenças crônicas e o risco de morte prematura. Dessa forma, ao atingirem a meia-idade, eles podem ser maiores do que seriam normalmente. Segundo os resultados, um aumento de apenas 5 quilos na balança já está associado a um risco 30% maior de diabetes tipo 2, 14% de hipertensão e 8% de doenças cardiovasculares. “O início da idade adulta tem sido um período negligenciado no estudo do desenvolvimento da obesidade“, disse ao tabloide britânico Daily Mail William Dietz, especialista em obesidade da Universidade George Washington, nos Estados Unidos. “Os esforços para prevenir a obesidade se concentraram em crianças e adolescentes. No entanto, a prevalência de obesidade entre as idades de 6 e 11 anos é de 17%, enquanto entre os 20 e 39 anos é de 34%.” Pesquisadores da Universidade de Harvard analisaram dados de 92.837 mulheres e 25.303 homens em duas fases, uma no começo da vida adulta – 18 anos de idade para as mulheres e 21 para os homens – e outra durante a meia idade, aos 55 anos. Em média, as mulheres ganharam 12,6 quilogramas em 37 anos e o os homens 9,7 quilogramas em 34 anos. De acordo com o estudo, engordar demais logo no começo da vida adulta pode gerar problemas para a vida toda. “Nossas descobertas indicam que mesmo uma quantidade modesta de ganho de peso pode ter consequências importantes para a saúde”, disse ao Medical News Today Frank Hu, principal autor da pesquisa. Os resultados mostraram que o ganho de peso excessivo começou ainda aos 18 anos. Um aumento de cerca de 5 quilogramas estava associado a um risco 30% maior de diabetes tipo 2, 14% de hipertensão e 8% de doenças cardíacas. A mesma quantidade também estava associada a um risco 6% maior de tumores relacionados à obesidade e 5% de morte prematura. Enquanto isso, essas pessoas também observaram 17% menos chances de ter um envelhecer saudável. Os pesquisadores acreditam que os resultados podem alertar os jovens quanto aos riscos do ganho de peso. Segundo Dietz, o controle de peso precisa ser explorado desde cedo. No entanto, mais pesquisas precisam ser feitas. “A prevenção bem-sucedida exigirá mais informações sobre o tempo, questões demográficas, comportamentos e transições do curso de vida, que podem contribuir para o peso o ganho de peso.”

Fonte: Revista Veja, Ed. Abril.

Voltar